Este Blogue transmite notícias/informações sobre as escolas do Agrupamento Pedro Jacques de Magalhães de Alverca, a toda a Comunidade Educativa.

11
Mar 12
"Os professores de Língua Portuguesa do 3.º ciclo têm o prazer de dar a conhecer os resultados da 1.ª eliminatória do concurso poesiapontocom.
Os vencedores foram os alunos Gonçalo Cabaço, do 7º G ; Beatriz Pereira, do 8º  F e Leila Matos, do 9º  D.
 

QUERO SER…

O que eu quero ser?

Há tanta coisa para fazer!

Já pensei em muita coisa

Mas não sei o que escolher.

 

Já pensei ser aviador,

Voar pelos céus do mundo,

Conhecer muitos países,

Estar sempre com outro rumo.

 

Já pensei ser ator;

Aviador era perigoso.

O meu objetivo

Era ser um rapaz famoso.

 

Já pensei ser astronauta,

Viajar até ao espaço

Mas o que eu não queria ser

Era, no circo, um palhaço!

 

Tantas profissões…

Tanto para escolher…

Mas o que eu sei

É que não sei o que quero ser!

 

                                                           Gonçalo Cabaço
 
Sentimentos

Não percebo

O que nos aconteceu

O que ontem era para sempre

Hoje já morreu

Como conseguiste?

Como foste capaz?

Agora vejo que mentiste

Quando disseste que nunca voltarias atrás

Dizes que não te conheço

Mas lembra-te, já conheci

Podes afirmar que não te mereço

Mas fiz tudo por ti

Não entendes

E também não queres entender

És tu que mentes

E sou eu que tenho de sofrer

Eu sempre acreditei

Tu sempre mentiste

Enquanto eu te amei

Tu apenas fingiste

Eu não quero acreditar

Eu não quero ver

Preciso de negar

Preciso de esquecer.

 

                                          Beatriz Pereira 

 

Aquela menina

Naquela tarde de Outono

Naquele banco do jardim

Uma pequena criança

Sozinha, estava ali…

A cada pessoa que passava

Ela dirigia o olhar,

À espera de alguém…

Alguém que a pudesse ajudar.

Com a cara suja

A roupa rasgada

Entregue ao abandono

Naquele banco sentada.

Tão frágil e tão forte

Tão bonita e tão maltratada…

Ali estava naquele banco

Aquela menina sentada.

Por detrás da sujidade

Um rosto de criança

Que clamava por amor

E que ainda não perdera a esperança!

Sem saber o que fazer,

A menina cantava

Para esquecer todo o sofrimento

Que a atormentava.

Sozinha, sem ninguém,

Doente e desprotegida!

À espera de alguém

Que lhe desse uma vida!

Observando a felicidade alheia,

Lá ficava a menina,

Sorrindo e chorando,

A pensar que seria assim um dia…

Apesar das vicissitudes,

Aquela menina era feliz!

E todos os dias agradecia a Deus

Aquele banco de jardim…

                                                  

                                                            Leila Matos

 
Estes docentes informam ainda que  a segunda eliminatória decorrerá entre 10  e 30 de abril e convidam toda a comunidade escolar a participar na votação em http://poesiapontocom.blogs.sapo.pt/."
 
 
 
publicado por jornalpjm às 18:51

voto neste daniel 8c
daniel a 26 de Abril de 2012 às 10:34

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

26
27
28
30
31


Visitantes
Contador de visitas
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO